Associação Nacional de Direito ao Crédito

Associação Nacional de Direito ao Crédito

IRS 2015

IRS 2015 | apoie a ANDC sem custos para si

Da iniciativa de consignação de 0,5% do IRS respeitante a 2014, a ANDC recebeu o montante de 3 719 euros. Este valor pode tornar-se significativamente maior mas depende de si, de cada um de nós, em apoiar esta iniciativa.

Respondemos a algumas perguntas que podem ajudar a esclarecer o que é e para que serve esta modalidade de consignação do IRS.

Consignação: O que é?

A consignação de IRS é uma possibilidade que todos os contribuintes têm ao seu dispor e consiste em decidir “doar” parte do seu imposto para outra entidade. Este ano, no IRS de 2015, estão em vigor dois tipos de consignações: uma gratuita que permite encaminhar 0,5% do IRS pago para uma instituição à escolha do contribuinte e outra que permite contribuir com a dedução de 15% do IVA.

A consignação de 0,5% tem custos?

Não. No caso da consignação de 0,5%, do IRS não há qualquer custo para o contribuinte: o dinheiro simplesmente passa das mãos do Estado para as mãos de uma entidade à escolha do contribuinte. A consignação de 0,5% não implica perda do reembolso, nem custos adicionais.

E a consignação de 15% do IVA?

Sim, neste caso há custos associados. O contribuinte prescinde da poupança que conseguiu com a recolha de faturas de restaurantes, mecânicos, cabeleireiros e hotéis, “doando-a” em parte à entidade à sua escolha.

Como fazer?

O procedimento é simples: basta que na Declaração de Rendimentos, relativa a 2015, assinale o Campo 1101, do Quadro 11 do Modelo 3, colocando o contribuinte da associação: 504 496 140, e na coluna seguinte indicar o tipo de consignação IRS ou IVA ou até mesmo ambos.

O que tenho a ganhar com a consignação de 0,5%?

Estará a decidir o destino dos seus impostos e a permitir a sustentabilidade de associações sem fins lucrativos, como a ANDC. Desta forma estará a ajudar mais pessoas a ter acesso ao microcrédito, dando-lhes uma oportunidade de sair de uma situação de desemprego e/ou precariedade.